Entrevista Trevo da Mente Feminina

Olá, Woo´s Lovers!

Hoje trazemos um tema diferente à conversa: auto-estima, poder mental feminino e valorização pessoal.


Tivemos a oportunidade de falar com uma nossa cliente e amiga, a Su Vieira, sobre um projecto que se mostra promissor e deve ser visto por todas as mulheres.
Chama-se Trevo da Mente Feminina e ainda está em crescimento. E o mais querido para nós é mesmo o facto de a Woo´s ter inspirado este projecto, dando-lhe um amuleto, uma imagem, a algo que muda vidas.


Woo´s: Su, o que levou ao aparecimento do projecto Trevo da Mente Feminina?

Su: Tudo começou por problemas de auto-estima e aceitação pessoal. Infelizmente, é uma realidade muito presente nas mulheres, hoje em dia. Eu tinha alguma falta de amor-próprio e, consequentemente, não me respeitava. Valorizava e fazia o que os outros pensavam e diziam, menosprezando o que sentia e queria, com receio de não ser aceite pela sociedade e ser colocada à margem da mesma. Foi um ciclo vicioso de mendigar por valorização e sentimentos, que não é saudável. Infelizmente, existem várias mulheres nesta situação.


Trabalhava numa empresa com muitas mulheres, eram minhas clientes, em que as suas histórias de vida, muitas delas, eram o reflexo da minha. Para todas tinha uma palavra de alento, para algumas ajudei aliviar o que sentiam, mas no final não me conseguia ajudar, a encontrar o meu equilíbrio emocional. Até que chegou o dia de dizer para mim própria: “Chega. Basta!”.


Woo´s: O que procurou fazer na altura?


Su: Nessa fase, encontrei refúgio em alguns livros e mais tarde fiz 2 cursos em poder mental com uma psicóloga, que me ajudaram muito na percepção de que tudo o que somos é fruto daquilo que pensamos.


À posteriori, ganhei auto-estima e acredito que aquilo que vivemos acontece em função de um fluxo de energias que nos leva a determinadas situações, quer para o bem, como para o mal. Acima de tudo apercebi-me de que se eu passei e ultrapassei determinadas situações, que outras mulheres vivem actualmente, então eu posso e quero ajudá-las com o meu conhecimento de causa.


Woo´s: Em que consiste o projecto?

Tem o propósito de ajudar mulheres na busca de motivação para o seu querer e na descoberta de que a chave da sua felicidade está dentro de si.
Começou com frases de motivação, originais meus. Um desafio de 365 frases, uma para cada dia do ano. Depois, passei para textos e vídeos de motivação, que estão a ser feitos neste momento e já estão vários publicados. É tudo feito por mim, passo a passo, o que permite que a entrega ao projecto seja ainda maior.

A longo prazo irei lançar um curso para inspirar outras mulheres, tal como certas escritores e psicólogos me inspiraram. É uma forma de dar ferramentas às mulheres para poderem encaminhar a sua vida. E o resto vão ter de esperar para ver, mas prometo que vale a pena.


Woo´s: A que se deve o título?

Su: Tem Trevo no nome porque é um amuleto. Representa, o Amor, a Fé, a Sorte, a Esperança,a Paz, a Abundância, a Prosperidade. Tem tudo!

Temos Mente porque tudo começa no nosso cérebro, uma máquina cheia de poder, ondeos nossos pensamentos se formam com base em imagens. O Feminina é dedicado à mulher. Temos um potencial enorme, com todas as ferramentas. Só precisam de ser trabalhadas.


Woo´s: E como é que a Woo´s surge como inspiração?


No passado, ofereceram-me um fio com um trevo, uma cliente minha, mas acabou por ficar guardado no guarda-jóias. Quando andava à procura de um nome para o projecto, só me vinha à cabeça “Mente Feminina”, mas faltava-me algo. Dias mais tarde, surge a palavra “Trevo” no meu pensamento. E como nada é por acaso, só depois de encontrar o nome Trevo da Mente Feminina, o fio se torna visível aos meus olhos, desperta a minha atenção, ao fim de tantos anos, e me diz: “escolheste a palavra certa!”.

É um símbolo de sorte e representa a sorte de toda a mulher possuir as ferramentas que necessita para construir a sua realidade, ultrapassando crenças que nos limitam e pensamentos que nos bloqueiam. No entanto, este não era ainda o trevo que eu tinha imaginado para a formado projecto.

Neste percurso, passei várias vezes pelos quiosques da Woo´s sem saber ao certo do que se tratava. Achei curiosos, mas nunca prestei grande atenção. Até que um dia fui investigar. Quando parei para olhar a sério, encontrei o que procurava. Era o trevo que sempre tive em mente para o meu projecto. Apaixonei-me de imediato por um trevo 3D,oco, dourado ou prateado, estava num fio de seda, mas eu queria num cordão que,naquela altura, não tinham.

Foi ali que vi a imagem do projecto a formar-se. As pessoas agarram-se a amuletos e santos; precisam de uma peça para se agarrar, depositar a sua fé e esperança: um anjo da guarda, um trevo, uma ferradura … Toda a mulher precisa cuidar de si. E um destes acessórios em nós pode fazer toda a diferença. É o amor que temos por nós próprias e a peça que nos vamos oferecer que vai ajudar a levantar o nosso astral.

A Woo´s foi uma descoberta e veio ao meu encontro em fases distintas da minha vida. Mas também a imagem que a marca transmite é uma inspiração.


Woo´s: O que torna a Woo´s especial?

Su: Primeiro que tudo é uma marca portuguesa Devemos cada vez mais apoiar e salientar oque é nacional.
Depois, o que a Woo´s tem de diferente face às marcas industriais é que não se corre o risco de a pessoa ao lado ter uma peça igual. É a autenticidade, a exclusividade e o facto de construirmos a nossa própria combinação conforme o nosso estado de espírito. Trata-se de conciliar uma jóia com sentimentos.


É uma marca modular, pois a diversidade de peças possibilita múltiplas conjunções, desde um look mais simples ao outfit arrojado.
Transmite personalidade. Não é uma simples peça que toda a gente vai comprar. Tem que ter um significado, tal como não acordamos todos os dias de igual forma, ela é um refúgio para expressar o nosso interior. Como nenhum conjunto é igual a outro, a mulher consegue marcar a sua identidade, porque cada peça tem uma diferente leitura e sentimento.
Contamos ainda com o facto de ser delicada, atemporal, porque nunca passa de moda, e transversal, num sentido de que é aplicável a todas as idades.


Para ficarem a conhecer mais sobre este projecto, podem acompanhar o trabalho da Su no Facebook  

Até já, Família! 

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Fechar Menu
×

Carrinho